banner - COBRAMSEG 2022
Voltar

Gestão Integrada De Risco E Desastres: Encostas E Planície

Tipo:

Minicurso

Categoria:

Minicurso

Local:

Presencial 7

Data e hora:

12:30 até 20:30 em 23/08/2022

Horários:

Primeiro bloco: 10:00 às 12:00

Almoço: 12:00 às 13:00

Segundo bloco: 13:00 ás 15:00

Intervalo: 15:00 às 15:30

Terceiro bloco: 15:30 ás 17h30

Descrição:

Nas últimas décadas observa-se um aumento no número de desastres provocados, entre outras causas, por movimentos de massa e inundações, decorrentes do ritmo acelerado de ocupações em áreas problemáticas (encostas e planícies) e de mudanças climáticas. Tem despertado nos diferentes segmentos da sociedade civil e órgãos públicos a importância da análise e gerenciamento integrado de riscos para o planejamento do uso do solo, a Redução de Risco de Desastres (RRD), parcelamento de loteamento, desenvolvimento de importantes infraestruturas e projetos de obras de engenharia. No Brasil periodicamente tem ocorridos desastres com forte impacto na infraestrutura e na sociedade.

Programa:

Este minicurso tem como objetivo apresentar aos participantes os conhecimentos e metodologias relacionados aos aspectos da gestão integrada de risco e desastres, com foco em áreas urbanas e áreas de expansão, mostrando a importância das mudanças climaticas, engenharia geotécnica, ações estruturais (obras de engenharia) e não estruturais (planejamento urbano, monitoramento - sistema de alerta, etc), junto com exemplos de experiência efetivas em RRD. Os desastres a serem tratados serão movimentos de massa e erosão (encostas), Subsidência e inundações (planícies).
O gerenciamento de risco é composto de três etapas: Análise de Risco (Risk Analysis); Avaliação de Risco (Risk Assessment) e Gerenciamento de Risco (Risk Management). Tem sido um dos importantes tópicos do JTC1 – Joint Technical Committee on Landslides and Engineering Slopes das Sociedades Internacionais ISSMGE, IAEG and ISRM. O Gerenciamento de Risco é aplicado no planejamento urbano e nos projetos de obras de engenharia para a infraestrutura adequada de vida da sociedade.

Tópicos:

1 - Introdução: Tipos de desastres e importância

2 - Conceitos Gerais e Específicos: Governança e Gestão Integrada de Risco e Desastres

3 - Mudanças Climaticas e seus Impactos nos Processos Geologicos-Geotecnico e projetos de infraestrutura

4 - Metodologias –Processos: Modelos internacionais de abordagem de Riscos; Etapas do processo de Gerenciamento; Marco de Sendai 2015-2030, Legislação e Ferramentas Geotécnicas (conceitos e exemplos).

5 - Ações para a Redução de Risco e Desastres

5.1 - Ações Estruturais: projetos de estabilização - Reduz a possibilidade de ocorrência dos processos

5.2 - Ações não Estruturais: planejamento urbano, monitoramento-sistema de alerta, capacitação – educação - Reduz as consequências dos processos

5.3 - Experiências em Redução de Risco e Desastres: Ações de engenharia geotécnica, monitoramento, educativas etc.

6 - Considerações Finais

 

Ministrante


Roberto Quental Coutinho

Prof(a). Dr(a). Roberto Quental Coutinho

Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (1973), mestrado (1976) e doutorado (1986) em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pós-doutorado (Visiting Scholar) pela University of California at Berkeley - Geotechnical Engineering Group (Prof. James K. Mitchell) nos Estados Unidos (set/1990 a out/1992). Diretor de Pós-Graduação UFPE (1995-1999), Pró-Reitor Acadêmico UFPE (1999-2003) e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFPE (PPGEC – Out/2011 a Jan/2018). Atualmente é professor Titular da Universidade Federal de Pernambuco. Tem coordenado e atuado (desde 1978) em diversos projetos de pesquisas financiados por CNPq, FACEPE, PRONEX e INTC/MCTI, Ministério das Cidades e Ministério da Integração, atualmente Ministério do Desenvolvimento Regional. Pesquisador CNPq Nível 1B. Prêmios recebidos na área de geotecnia: José Machado, Icarahy da Silveira e Dirceu de Alencar Velloso e o Prêmio Terzaghi 2010/2011, conferidos pela ABMS - Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica. Proferiu a Palestra Nacional da ABMS 2010, 1ª Conferência Jaime Gusmão 2011 e a 1ª Palestra Itinerante na Região Nordeste Pelópidas Silveira ABMS-NRNE 2018/2019. Láurea ao Mérito do Centenário do Clube de Engenharia de Pernambuco. Profissional homenageado do GEONE 2019 (Recife-PE). Atua em diversas áreas da engenharia geotécnica- fundação.