banner - CBCAT 2021
Voltar

Treinamento Cbcat & Galoá - Moderação

Tipo:

Treinamento

Categoria:

Treinamento

Local:

Sala VIP Moderação

Data e hora:

18:00 até 19:00 em 09/09/2021

video-thumbnail

Você não está logado Você precisa se logar ou criar uma conta para assistir esse vídeo.

Essa atividade ocorre no dia 09/09/2021 às 15 horas para alinhamento dos detalhes da plataforma e ferramentas de transmissão.

Moderador(a)


Sibele  Berenice Castellã Pergher

Dr(a). Sibele Berenice Castellã Pergher

UFRN

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Maringá (1993) e doutorado em Química - Universidad Politecnica de Valencia – Espanha (1997). Realizou dois pós-doutorados no Instituto de Química da UFRGS (2002 e 2009). Foi professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul de 1998 a 2001. Atuou na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI - Campus Erechim de 2001 a 2010 como professora, pesquisadora e coordenadora do Curso de Química. Atualmente é professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (desde 2010) atuando no curso de Química do Petróleo e nos cursos de Pós-Graduação em Química - PPGQ e de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais – PPGCEM. Foi vice -coordenadora do curso de pós-Graduação em Química de 2010 a 2012 e coordenadora do PPGQ de 2013 a 2016. Foi pró-reitora Adjunta de Pesquisa da UFRN de 2016 a 2019; e desde 2019 é Pró-Reitora de Pesquisa da UFRN. Atualmente é Diretora da Sociedade Brasileira de Catálise - SBCat. Faz parte da comissão de Síntese da International Zeolite Association. E representa o Brasil na FISOCAT - Federación Iberoamericana de Catalisis e na IACS - International Association of Catalysis Societies. É coordenadora e fundadora do Laboratório LABPEMOL - Laboratório de Peneiras Moleculares. Suas linhas de pesquisa são: síntese de catalisadores, zeólitas, argilas, materiais mesoporosos, materiais lamelares, pilarizados e deslaminados, processos de adsorção e catálise. É pesquisadora 1 D do CNPq. Possui mais de 200 artigos publicados, 20 patentes e 500 trabalhos em congressos. Possui uma grande contribuição na formação acadêmica de alunos com mais de 150 orientações concluídas.

Cristiane Barbieri Rodella

PhD Cristiane Barbieri Rodella

LNLS-CNPEM

Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo, mestrado em Física pela Universidade de São Paulo, doutorado em Ciências e Engenharia de Materiais pela Universidade de São Paulo e dois estágios de pós-doutorado em Química Inorgânica na UNICAMP. Desde 2005 trabalha no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS-CNPEM), onde inicialmente participou de projetos científicos de interesse industrial e da montagem de infraestrutura para a realização de experimentos in-situ nas linhas de luz. A partir do final de 2012 passou a ter o cargo de pesquisadora e coordenar a linha de luz de difração de raios X de policristiais do LNLS. Desenvolve pesquisa na área de catálise heterogênea e materiais e dispositivos para armazenamento de energia, com ênfase na caracterização estrutura-funcionalidade em experimentos in situ e operando usando técnicas de luz síncrotron. É líder do Grupo Paineira do Sirius e coordena a construção da linha Paineira, que fará experimentos de difração de raios X de materiais policristalinos. Desenvolve instrumentação para experimentos in situ e operando para análises na Paineira. Faz parte de diretora da SBCat, cargo de secretária, desde 2019

Fátima Maria Zanon Zotin.

Prof(a). Fátima Maria Zanon Zotin.

UERJ

Graduada em Engenharia Química pela Universidade Federal de São Carlos (1983), mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de São Carlos (1985) e doutora em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Realizou estágio no Institut de Recherches sur la Catalyse (IRC-CNRS) de 1990 a 1993, onde desenvolveu parte de seu doutorado. Exerceu atividades de pesquisa vinculadas ao Centro de Tecnologia Mineral (CETEM) de 1989 a 1999. Atualmente é professora titular do Instituto de Química da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e coordenadora do curso de Engenharia Química. Também atua no Programa de Pós-graduação em Engenharia Química da UERJ. Tem experiência na área de Catálise Heterogênea, tendo atuado nas seguintes linhas de pesquisa: catálise ambiental (controle de emissões veiculares e de fontes fixas), processos catalíticos relacionados à transformação do etanol, petroquímica, biocombustíveis e adsorção. 

Luiz Antônio Magalhães Pontes

Luiz Antônio Magalhães Pontes

UFBA

Possui graduação em Engenharia Química pela Escola de Química da UFRJ (1981), mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela UFRJ (1984) e doutorado em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia Química (1997) da UNICAMP. Foi presidente do Centro de Inovação e Tecnologia da Unigel por 2 anos e engenheiro e gerente de P&D da Braskem (ex-Copene) por 13 anos. Foi professor titular na Universidade Salvador de 1998 a 2017, atuando como Pró-reitor de pós-graduação, pesquisa e extensão por 11 anos. Desenvolveu um trabalho junto a Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação SECTI para a implantação de um Centro de Estudos em Biorrefino no CEPED/Bahia. Atualmente é professor concursado adjunto da Universidade Federal da Bahia, dedicação exclusiva, presidente do Instituto Brasileiro de Tecnologia e Regulação - IBTR, consultor ad hoc de agências de fomento e revisor de diversas revistas nacionais e internacionais. Leciona . Orienta no Programa de Pós-graduação Interinstitucional UFBA/Unifacs (Mestrado e Doutorado) - PPEQ e leciona no curso de graduação Engenharia Química da UFBA. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em petróleo e petroquímica, transformação de biomassa e meio ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: reações, catalisadores, combustíveis, biocombustíveis, energia e ambiente.

Francine Bertella

Dr(a). Francine Bertella

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus Erechim (2012), mestrado no Programa de Pós-Graduação em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2014) e doutorado em Química Sostenible pela Universitat Politècnica de València - Espanha (2018), tendo sido bolsista do DPE - Programa de Doutorado Pleno no Exterior da CAPES (instituição de fomento). Atualmente atua como pós-doutoranda no Laboratório de Reatividade e Catálise do Instituto de Química da UFRGS, e trabalha com o desenvolvimento de catalisadores para conversão de CO2. Tem experiência na área de modificação química de argilas: síntese de argilas pilarizadas, argilas organofílicas e ainda, síntese de hidróxidos duplos lamelares. Sua tese de doutorado esteve relacionada à síntese, caracterização e aplicação de catalisadores, mais especificamente ao estudo de efeitos estruturais do suporte (TiO2) em catalisadores de cobalto para a Síntese de Fischer-Tropsch, com ênfase na influencia da fase cristalina e área superficial de óxido de titânio, no efeito da adição de promotores (Ru) e interações metal-suporte (SMSI) em catalisadores CoRu/TiO2.

Marco André Fraga

Dr(a). Marco André Fraga

Instituto Nacional de Tecnologia - INT

Marco André Fraga é engenheiro químico com doutorado pela UNICAMP (2000) na área de Catálise e Processos Catalíticos. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e Cientista do Nosso Estado pela FAPERJ, é pesquisador sênior do Instituto Nacional de Tecnologia, órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (INT/MCTI). É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Química do Departamento de Engenharia Química do Instituto Militar de Engenharia (IME/RJ) desde 2013. Atuou como professor visitante no Departamento de Físico-Química da Universidad de Concepción (Chile) entre 2014-2017 e na Unidade de Catálise e Química do Estado Sólido da Ecole Centrale de Lille (França) em 2018/2019. Sua pesquisa é focada na área de Catálise, principalmente no desenvolvimento de catalisadores multifuncionais para a conversão de biomassa produção de intermediários químicos, aditivos, lubrificantes e combustíveis. É autor de várias publicações científicas, destacando-se o depósito nacional e internacional de 17 pedidos de privilégio de invenção (PI) no Brasil, nos EUA e na Europa, tendo já 5 patentes concedidas. Atualmente, compõe o Editorial Advisory Board da revista Industrial & Engineering Chemistry Research (ACS Publications) e o Editorial Board da Applied Catalysis A (Elsevier).

Anderson Joel Schwanke

Anderson Joel Schwanke

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2016) com período sanduíche pelo Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE, agência de fomento CAPES) no Instituto de Tecnología Química (ITQ) da Universidade Politécnica de Valência (Espanha) entre 2014-2015. É mestre em Ciência e Engenharia de Materiais (2012) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Possui graduação em Química Industrial (2010) pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Campus Erechim. Possui experiência em nanotecnologia, nas áreas de Química Inorgânica e Ciência dos Materiais, com ênfase em Síntese, Caracterização e Aplicação de Materiais Nanoestruturados. Atua nas linhas de 1 - Zeólitas Hierarquicamente Estruturadas 2 - Materiais Micro e Mesoporosos 3 - Sólidos Bidimensionais 3 - Valorização Tecnológica de Resíduos Industriais e Matérias Primas Naturais 4 - Catálise Ambiental. Atualmente é pesquisador de pós-doutorado no Instituto de Química na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Gustavo Pacheco de	Castro

MSc Gustavo Pacheco de Castro

EVONIK Brasil LTDA

Chemical Engineer with pos-graduation on renewable fuels production and more than fifteen years of experience in chemical and petrochemical industries, developing catalysts and catalytic processes as well as engineered applications for production of renewable energy, fuels and chemicals. Management and leading catalyst business line in South America, been responsible for business development of all catalyst groups of EVONIK for the markets Refinery Catalysts and Adsorbents, Petrochemicals, Life Sciences & Fine Chemicals and polyolefins. Background on the main deployed and on development technologies for production of renewable fuels, chemicals and energy, and evaluation of the opportunities including technical-economic assessment. Leadership in several conceptual engineering projects when working at Bioenergy department of VALE S.A. Expertise on technology assessment for advanced bio-fuels production, such as Hydrotreated Vegetable Oils and Fischer-Tropsch synthetic fuels. Biofuels Application Engineer for Americas region at W.R. GRACE, with duties on technical support to renewable technology users for biofuels, chemicals and energy production, acting worldwide focusing on North and South America as well as Asia-Pacific markets. Catalytic Processes Researcher at Oxiteno focusing the technical coordination of several projects, including the development of catalysts for Fischer-Tropsch synthesis, selection of commercial catalysts for ethylene oxide production and the development of heterogeneous catalysts for FFA esterification in Biodiesel Production Processes (Biodiesel production from high FFA feedstocks).

JOSÉ GERALDO  DE ANDRADE PACHECO FILHO

Prof(a). JOSÉ GERALDO DE ANDRADE PACHECO FILHO

Universidade Federal de Pernambuco

Engenharia de Materiais, Catálise e Tecnologias Limpas. Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Pernambuco, mestrado e doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE/UFRJ. Pós-Doutorado em University of Florida, Materials Science & Engineering Department. Engenheiro de Segurança e especialista em segurança, meio ambiente e saúde ocupacional (SMS). Trabalhou 05 anos na Braskem Petroquímica, em Camaçari, BA e 12 anos na Universidade Federal da Bahia. Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Engenharia Química e Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia (LITPEG), Laboratório de Refino e Tecnologias Limpas. Temas de Pesquisa (1) Catalisadores para produção de bicombustíveis e químicos a partir da pirólise e conversão de resíduos de biomassa, de óleos vegetais e de plásticos; (2) Catalisadores para tratamento de efluentes tóxicos para reúso de água na indústria.

Janaina Fernandes Gomes

Prof(a). Dr(a). Janaina Fernandes Gomes

Universidade Federal de São Carlos

A Dra. Janaina Fernandes Gomes é professora adjunta no Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de São Carlos. Possui graduação em Química pela Universidade de São Paulo. Obteve seu mestrado em Físico-Química também pela Universidade de São Paulo. Se doutorou sob um programa de duplo-diploma entre a Universidade de São Paulo e a Université Paris-Sud, França. Realizou trabalhos de pós-doutorado no Departamento de Química-Física do Instituto Fritz Haber da Sociedade Max Planck, em Berlim, na Alemanha, e no Instituto de Química de São Carlos da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Físico-Química, com ênfase em Catálise e Eletrocatálise, e se dedica atualmente à compreensão e ao desenvolvimento de catalisadores heterogêneos para reações de produção de hidrogênio e conversão de gases de efeito estufa. Coordena um projeto Jovem Pesquisador FAPESP, que envolve uma cooperação internacional com a Universidade de Leiden, na Holanda.

Geraldo Eduardo  da Luz Júnior.

Geraldo Eduardo da Luz Júnior.

Possui graduação em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Federal do Piauí (2001), mestrado em Química pela Universidade Federal do Piauí (2003) e doutorado em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2010). Foi Diretor técnico-científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) e atualmente é professor Associado I da Universidade Estadual do Piauí, onde também é coordenador do PPGQ e foi Pró-Reitor de Administração, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação e Tutor do Programa de Educação Tutorial - PET. Em nível de pós-graduação, atua junto aos Programas de Pós-Graduação em Química das Universidades Federal (UFPI) e Estadual (UESPI) do Piauí, com orientações em nível de mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Catálise Heterogênea e Ensino de Química, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de catalisadores heterogêneos, peneiras moleculares mesoporosas, fotocatálise, biocombustíveis, remediação ambiental e ensino de Química.

Dr(a). Christian Wittee Lopes

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Christian Wittee Lopes cursou Química Industrial na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI - Erechim). Realizou mestrado em síntese de zeólitas utilizando líquidos iônicos à base de imidazólio sob a supervisão da Profa. Sibele Pergher na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Em seguida, mudou-se para Valencia (Espanha) para seus estudos de doutorado no Instituto de Tecnologia Química (ITQ-UPV-CSIC) sob a supervisão do Prof. Fernando Rey e do Dr. Giovanni Agostini. Em sua tese, estudou materiais porosos contendo espécies metálicas para reações catalíticas relacionadas ao meio ambiente por espectroscopia de absorção de raios X (XAS) e tornou-se um usuário avançado de grandes instalações, participando de vários tempos de medida em síncrotrons europeus. Durante este período, fez um estágio de três meses no LIKAT (Rostock - Alemanha). Retornou ao Brasil e integrou o grupo da Profa. Katia Bernardo Gusmão na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) como pós-doutorando. Em 2020 tornou-se Pesquisador Visitante do Instituto de Química da UFRGS no âmbito do Programa de Recursos Humanos (PRH 50.1) da ANP-FINEP. Sua área de pesquisa está voltada para a síntese de materiais porosos, principalmente zeólitas, e caracterização avançada de catalisadores por XAS.

Eduardo Falabella

Dr(a). Eduardo Falabella

UFRJ

Prof. Eduardo Falabella Sousa-Aguiar, Engenheiro Químico, MSc, DSc, tem 45 anos de experiência no campo da catálise e dos processos catalíticos. Trabalha na Universidade Federal do Rio de Janeiro há 40 anos, sendo atualmente Professor Titular do Departamento de Processos Orgânicos da Escola de Química, onde introduziu os cursos de Catálise e Refino de Petróleo. Foi pesquisador (Consultor Sênior) do Centro de Pesquisas da Petrobras (CENPES) por mais de 30 anos, onde coordenou os projetos de pesquisa em BTL/GTL/CTL no CENPES, tendo sido gerente da célula GTL, um grupo estruturado com o objetivo de desenvolver uma tecnologia GTL para Petrobras.

Esteve envolvido em muitas atividades e projetos de pesquisa e passou considerável tempo como membro da equipe que transferiu a tecnologia de catalisadores de craqueamento da AKZO Nobel para a FCCSA. Trabalhou por certo período como pesquisador no Centro de Pesquisas da AKZO Nobel, em Amsterdã, na Universidade de Brunel, Reino Unido, na Universidade Técnica de Viena e na planta da Texas Ketjen, em Houston, EUA. Prof. Falabella é autor de mais de 300 trabalhos científicos nacionais e internacionais, tendo orientado mais de trinta teses de mestrado e doutorado. Foi ponto focal no Brasil do programa internacional CYTED, subprograma de Catalise Ambiental e atuou por 15 anos como consultor do ICS-UNIDO no campo de tecnologias limpas.

Recentemente, foi convidado a integrar o Comitê Científico do ICS-UNIDO. Recebeu diversos prêmios, destacando-se o Plínio Cantanhede, em 1994, como maior contribuição científica à área de petróleo e petroquímica no Brasil, o Governador Estado de São Paulo, em 1998, por sua patente internacional e a Retorta de Ouro, em 2000, por suas realizações e contribuições à Comunidade Catalítica Nacional. Em 2005, foi agraciado com o prêmio Catálise e Sociedade, pela criação da Rede Nacional de Transformação Química de Gás Natural. Recebeu, em 2008, o Prêmio Nacional de Tecnologia da ABIQUIM por seus trabalhos em dimetiléter. Em 2012, recebeu a Medalha Lavoisier do CRQ por sua contribuição ao desenvolvimento da Química no Rio de Janeiro. No ano seguinte, recebeu o prêmio internacional James Oldshue do American Institute of Chemical Engineers por sua contribuição à Engenharia Química Mundial. Em 2014, foi agraciado internacionalmente com o prêmio máximo da Sociedad Iberoamericana de Catálisis como o investigador sênior que mais contribuiu para o desenvolvimento da Catálise em Ibero-América. Em 2017, recebeu o título de Honorary Professor da China University of Petroleum, Qingdao. Foi também nomeado Cientista de Nosso Estado. Em 2021, foi eleito Membro da Academia de Ciencias Físicas, Matemáticas y Naturales da Venezuela. É frequentemente convidado como conferencista em muitos congressos e seminários, tendo sido conferencista plenário em Congressos Internacionais em 21 países.

Cristiane Barbieri Rodella

PhD Cristiane Barbieri Rodella

LNLS-CNPEM

Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo, mestrado em Física pela Universidade de São Paulo, doutorado em Ciências e Engenharia de Materiais pela Universidade de São Paulo e dois estágios de pós-doutorado em Química Inorgânica na UNICAMP. Desde 2005 trabalha no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS-CNPEM), onde inicialmente participou de projetos científicos de interesse industrial e da montagem de infraestrutura para a realização de experimentos in-situ nas linhas de luz. A partir do final de 2012 passou a ter o cargo de pesquisadora e coordenar a linha de luz de difração de raios X de policristiais do LNLS. Desenvolve pesquisa na área de catálise heterogênea e materiais e dispositivos para armazenamento de energia, com ênfase na caracterização estrutura-funcionalidade em experimentos in situ e operando usando técnicas de luz síncrotron. É líder do Grupo Paineira do Sirius e coordena a construção da linha Paineira, que fará experimentos de difração de raios X de materiais policristalinos. Desenvolve instrumentação para experimentos in situ e operando para análises na Paineira. Faz parte de diretora da SBCat, cargo de secretária, desde 2019

Cláudio José de Araújo Mota

Prof(a). Dr(a). Cláudio José de Araújo Mota

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Claudio J. A. Mota é formado em Engenharia Química pela UFRJ, onde também obteve seu doutorado em Química. É professor titular de Química e Engenharia Química, além de Diretor do IQ/UFRJ e coordenador do Laboratório de Reatividade de Hidrocarbonetos, Biomassa e Catálise (LARHCO). É bolsista de produtividade em pesquisa nível 1B do CNPq e Cientista do Nosso Estado pela FAPERJ. Foi agraciado com o Prêmio TWAS, outorgado pela Academia Mexicana de Ciência, com o Prêmio de Tecnologia da ABIQUIM e o Prêmio de Inovação da SBQ. É autor de mais de 110 artigos científicos publicados em periódicos, 12 patentes e dezenas de capítulos de livros, sendo, também, co-autor ou editor de três livros. Participa do corpo editorial do Journal of CO2 Utilization, Journal of Catalysis e ACS Omega, tendo estabelecido, ainda, diversas colaborações internacionais, com destaque para o México, a França e o Reino Unido. Seus interesses de pesquisa atuais estão focados em processos de transformação de biomassa e de captura e conversão de CO2, visando aplicações nas áreas de energia, ambiente e na industria química.

CBCAT 2021 Galoá

21º Congresso Brasileiro de Catálise utiliza o Galoá para simplificar a gestão e aumentar o impacto do evento.

Precisa de ajuda sobre como organizar sua conferência? Agende um Horário