banner - SBPC 2022
Voltar

O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E UM PROJETO DE PAÍS (ANPAE)

Tipo:

Mesa-redonda

Categoria:

SBPC Educação

Local:

ICC - Anfiteatro 17

Data e hora:

19:00 até 21:30 em 28/07/2022

O Plano Nacional de Educação, aprovado em 2014, com vigência até 2024, não vem sendo cumprido pelo atual governo. Entre outras coisas, a pedra de toque do PNE en vigência é o aumento da destinação de recursos para a educação de modo a que se atinja um gasto de 10% do PIB em educação. Neste ano, com as eleições nacionais estarão em debate diferentes projetos de país, onde, necessariamente, a educação deve ocupar um papel central. A presente proposta de mesa redonda, apresentada por três entidades da área de educação, a ANPAE, a ANPED e a ABPEE, visa discutir os limites do atual PNE, os parâmetros para a elaboração do próximo e a inserção da educação no centro de um projeto de país. Isto será enriquecido porque a Reunião Anual acontecerá imediatamente após a realização da Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE). Assim sendo, uma das ênfases será o balanço das propostas do FNPE para o próximo período.

Pessoas


Márcia Angela da Silva Aguiar

Universidade Federal de Pernambuco

Graduada em Pedagogia (licenciatura e bacharelato) pela Universidade Federal de Pernambuco, mestre em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco e doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Professora Titular da Universidade Federal de Pernambuco atua no Programa de Pós-Graduação em Educação e no Curso de Pedagogia (campus Recife) e coordena o Observatório de Política e Gestão da Educação (OBSERVA). Integra a Linha de Pesquisa Política Educacional, Planejamento e Gestão da Educação e é líder do grupo de pesquisa Políticas Públicas . Realizou estágio de pós-doutoramento na Universidade Federal de Goiás, junto ao grupo de pesquisa Nedesc, Foi Diretora do Departamento de Educação da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), professora da Educação Básica e Diretora de Planejamento da Secretaria de Educação de Pernambuco. Foi presidenta da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE -2002-2004), Coordenadora do Grupo de Trabalho " Estado e Política Educacional" (Anped GT05 - 1992-1993; 2001-2004), Vice-Presidenta (1993/1995) e Presidenta (2005/2009) da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd)1992-1993;. Foi presidenta da Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE - 2011/2013).Foi Conselheira da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (2014-2018). Coordenou a Comissão de Especialistas de Pedagogia e várias Comissões de Avaliação de Cursos da SESu/MEC. Atualmente é Diretora de Cooperação Internacional da ANPAE e integra as seguintes redes de pesquisadores: Rede de Cooperação Científico-Acadêmica de Educação Superior (REDE CAES), Red Latinoamericana de Estudios Epistemológicos em Política Educativa (RelePe), Forum de Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (FORGES). Integra comitê e conselho editorial de vários periódicos científicos, entre os quais: Educação e Sociedade, Retratos da Escola, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Linhas Críticas. Desenvolve estudos e pesquisas na área de Educação, com ênfase em Política Educacional, principalmente nos seguintes temas: política educacional, formação de profissionais da educação, educação, gestão da educação e educação superior.

Luiz Fernandes Dourado

Luiz Fernandes Dourado

Universidade Federal de Goiás

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Possui graduação em Ciêcias Socias pela Universidade Federal de Goiás (1983), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (1990) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997), Pós-doutorado em Paris/França na École des Hautes études en Siences Sociales (EHESSS,2010). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Goiás, Ex-Secretário Adjunto da ANPEd, membro do conselho editorial da s Revistas Brasileira de Educação (RBE) , Linhas Críticas (UnB) e Educação e Sociedade (cedes), Editor da Revista Retratos da Escola/CNTE/Esforce. Tem experiência na área de Educação e sociologia da educação com ênfase em política educacional , políticas e gestão da educação básica e educação superior..

Miriam Fábia Alves

Universidade Federal de Goiás

Licenciada em História pela UEG - Universidade Estadual de Goiás (1992), mestre em Educação pela UFG - Universidade Federal de Goiás (2000) e doutora em Educação pela UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais (2007). É professora associada na Faculdade de Educação/UFG e docente no Programa de Pós-Graduação em Educação. Foi Diretora da Faculdade de Educação/UFG (2010-2014) e Coordenadora das Licenciaturas e Educação Básica na Pró-Reitoria de Graduação da UFG (2014-2017). Realizou Estágio Pós-Doutoral na Universidade de Sevilha, na Espanha, no ano de 2018.Tem experiência na área de Educação atuando principalmente nos seguintes temas: História da Educação, Políticas Educacionais,Militarização de Escolas Públicas, Ensino Médio e Juventudes. Coordena o Grupo de Estudos e pesquisas em Políticas Educacionais e Juventude ( GEPEJ). Atua como Vice-Presidenta Centro-Oeste da Anped.