banner - SBPC 2022
Voltar

CONFERÊNCIA DA AGRACIADA COM O PRÊMIO "CAROLINA BORI CIÊNCIA & MULHER" (HUMANAS) - AÇÕES AFIRMATIVAS COMO VETORES DA DEMOCRACIA BRASILEIRA (ABPN, ANPED)

Tipo:

Conferência

Categoria:

Sênior

Local:

ICC - Anfiteatro 13

Data e hora:

12:00 até 13:30 em 25/07/2022

O ano do bicentenário da independência do Brasil coincide com os dez anos da lei 12.711/2012 (a lei de cotas nas insituições federais de ensino). A conferência apresenta e problematiza a importância das ações afirmativas destacando o protagonismo do movimento negro na formulação e instituicionalização dessa política pública, bem como realiza um balanço crítico sobre a primeira década da lei. Buisca-se demonstrar o lugar estrtatégico da ações afirmativas no combate aao racismo estrutural e na construção de uma sociedade diversae democrática.

Conferencista


Nilma Lino Gomes

Nilma Lino Gomes

Universidade Federal de Minas Gerais

Pedagoga/UFMG, mestra em Educação/UFMG, doutora em Antropologia Social/USP e pós-doutora em Sociologia/Universidade de Coimbra e em Educação pela UFSCAR.Professora Titular Emérita da Faculdade de Educação da UFMG. Integra o corpo docente permanente da pós-graduação em educação Conhecimento e Inclusão Social -FAE/UFMG. Foi Coordenadora Geral do Programa de Ensino, Pesquisa e Extensão Ações Afirmativas na UFMG (2002 a 2013) e, atualmente, integra a equipe de pesquisadores desse Programa. Em 2022, recebeu o Prêmio Carolina Bori, Ciência & Mulher, 3ª edição, pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) como vencedora da área das humanidades. Integrou a Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (gestão 2010 a 2014). Foi reitora Pró-Tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB (2013-2014). Foi Ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial -SEPPIR - (2015) e do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos (2015-2016) do governo da presidenta Dilma Rousseff. É membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN). Atua como professora voluntária da UFMG, vinculada ao Departamento de Administração Escolar (DAE/FAE/UFMG). Tem interesse nas seguintes áreas de investigação: diversidade, cultura e educação, relações étnico-raciais e educação, formação de professores e diversidade étnico-racial, políticas educacionais, desigualdades sociais e raciais, movimentos sociais e educação, com ênfase especial na atuação do movimento negro brasileiro.