banner - SBPC 2022
Voltar

O BRASIL ESTÁ CAMINHANDO PARA ATINGIR OS 17 ODS

Tipo:

Painel

Categoria:

Sênior

Local:

Remoto

Data e hora:

19:00 até 21:00 em 29/07/2022

video-thumbnail

Pessoas


Ima Célia Guimarães Vieira

Ima Célia Guimarães Vieira

Museu Paraense Emílio Goeldi

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (1983), mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em Ecologia - University Of Stirling (1996). É pesquisadora titular do Museu Paraense Emilio Goedi, do qual foi diretora na gestão 2005-2009. Participa como docente permanente dos cursos de Mestrado e Doutorado em Ciências Ambientais da UFPA-MPEG-EMBRAPA e do curso de Mestrado em Botânica da UFRA. Tem participado de inúmeras redes temáticas de pesquisa que envolvem estudos ecológicos sobre a Amazônia e integra o Grupo de Trabalho que elaborou o Primeiro Diagnóstico Brasileiro sobre Biodiversidade e Serviços Ambientais- BPBES.Foi membro do Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação-EBC no período 2009-2016. É representante da comunidade científica (suplente) na Comissão Nacional de Meio Ambiente- CONAMA

Edna Maria Ramos de Castro

Edna Maria Ramos de Castro

Universidade Federal do Pará

Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará, realizou mestrado e doutorado em Sociologia pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris, 1978-1983). Professora Titular da Universidade Federal do Pará, atuando no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos/NAEA/UFPA. Foi Professora Visitante da Universidade de Québec à Montreal, vinculada ao Depto. de Sociologia e ao Institut de l' Environnement, Montreal, Canada (1996/97); na Universidade de Brasília, UnB, no Departamento de Sociologia (2004/2005) e Professora Visitante na Université Le Havre, França (2010). Coordenou o Colegiado do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento do Trópico Úmido/PPGDSTU/NAEA/UFPA (1994-96) e foi Diretora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos/NAEA/UFPA, nos períodos de 1997-2000 e 2005-2009. Eleita Presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional/ANPUR em 2007, exerceu o cargo até 2009. Exerceu a função de Diretora na Associação Nacional de Pesquisa e pós-graduação em Ciências Sociais/ANPOCS (1986-1988; 1994-1996; 2012-2014), na Sociedade Brasileira de Sociologia/SBS (2009-2011), e na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência/SBPC (2011 a 2015). Tem experiência na área de Sociologia, adotando uma perspectiva da teoria crítica e interdisciplinar, com ênfase em sociologia do desenvolvimento, do trabalho, política e urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento, políticas públicas, estudos urbanos, trabalho, populações tradicionais e meio ambiente.

Luiz Drude de Lacerda

Luiz Drude de Lacerda

Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Biologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1977), Mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980) e Doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983). Foi membro em quatro (04) mandatos do Comitê Assessor CA-EL do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Pesquisador 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Professor Titular da Universidade Federal Fluminense. Foi membro dos Comitês de Assessoramento da Área de Geociências e da Área Multidisciplinar da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Editor Chefe da Sociedade Brasileira de Geoquímica (Geochimica Brasiliensis). É Professor da Universidade Federal do Ceará e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Marinhas Tropicais do Instituto de Ciências do Mar da UFC, Membro do Scientific Steering Committee do Land-Ocean Interaction in the Coastal Zone-International Geosphere Biosphere Program (LOICZ-IGBP), Membro do Conselho Cientifico da International Society for Mangrove Ecosystems e Professor Visitante da Université de Toulon et du Var, França, entre 1998 e 2006. Coordenou o Instituto do Milênio Transferência de Materiais na Interface Continente-Oceano (2005-2008), e atualmente coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Transferência de Materiais Continente-Oceano. É membro do Comitê Diretor do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas. Foi eleito em 2009. Membro da Academia Brasileira de Ciências. Possui experiência na área de Ecologia, com ênfase em Biogeoquímica e Contaminação Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: ambientes costeiros, contaminação ambiental, metais pesados, biogeoquímica de ecossistemas tropicais, monitoramento ambiental e capacidade suporte de ecossistemas.