banner - SBPC 2022
Voltar

EPISTEMOLOGIAS: SOCIAL, FEMINISTA E DECOLONIAL (ANPOF)

Tipo:

Mesa-redonda

Categoria:

Sênior

Local:

Remoto

Data e hora:

17:00 até 19:00 em 29/07/2022

video-thumbnail
Em contraposição a todas as formas de colonialidade como a epistêmica, a colonialidade do poder, a colonialidade dos seres e a colonialidade da natureza, especialmente a partir do último quartel do século XX começamos a experimentar uma virada epistemológica na produção de conhecimentos e na aceitação/diálogos com saberes outros para além daqueles de origem acadêmica e especialmente eurocêntrica. Em várias partes do mundo constituíram-se grupos, trocas, debates, palestras, pesquisas, publicações sobre o que vem sendo denominado, com algumas variações, de pensamento pós-colonial, descolonial ou decolonial. Nesta oportunidade, debateremos algumas formas de pensamento decolonial sob o prisma epistemológico. A Profa. Dra. Caroline Marim (Professora Colaboradora UFPE) fará fala intitulada "Outras epistemologias – múltiplas narrativas sobre sexo, gênero e papéis sociais". A Profa. Dra. Suzana de Castro (UFRJ) fará fala intitulada "Epistemologias feministas decoloniais e pós-coloniais: da lógica da opressão à lógica da resistência". E o prof. Dr. Tiegue Vieira Rodrigues, fará fala intitulada "Por que devemos evitar um relativismo epistêmico?".

Pessoas


Érico Andrade

Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em filosofia pela Sorbonne (Paris IV) em 30/09/2006. Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Pernambuco. Autor de vários artigos científicos, traduções, críticas de cinema e vários livros, dentre eles, Sobre Losers: fracasso, impotência e afetos no capitalismo contemporâneo e também o Sujeito do Conhecimento. Tem experiência na área de filosofia moderna. Hoje atua na área de política com enfoque em abordagens contemporâneas, sobretudo, ligadas aos estudos sobre racismo, afetos e singularidade . Atualmente pesquisa problemas ligados à relação entre negritude e identidade. Iniciou uma formação em psicanálise área para a qual também tem direcionado as suas pesquisas especialmente referentes à relação entre identidade e sofrimento. É sócio do Círculo Psicanalítico de Pernambuco. Trabalha também temas ligados ao direito à cidade e às novas formas de atuação política. Crítico de cinema. Foi e é membro de diversas comissões nacionais dentre as quais a comissão Base Nacional Curricular Comum (BNCC / MEC), comissão nacional do livro didático (PNLD), Comissão do Qualis Capes periódicos e foi da diretoria da ANPOF na gestão 2012-2014, sendo atualmente diretor de Comunicação da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF) no biênio 2021-2022.. Foi coordenador do Mestrado em Filosofia da UFPE, Coordenador do GT da ANPOF Estudos Cartesianos e Coordenador local do Doutorado Integrado (UFPE-UFRN-UFPB). Está chefe de departamento de Filosofia da UFPE. Colunista de Cinema da Revista Humanidades. Coordenador do PIBID da UFPE.

Susana de Castro

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Susana de Castro possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995), doutorado em Filosofia - Ludwig Maximilian Universität München (2003) e pós-doutorado em filosofia na CUNY Graduate Center (2015). Professora Associada do departamento de filosofia e do programa em pós-graduação em filosofia (PPGF) da UFRJ. Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente com os seguintes temas: metafísica antiga (esp. Aristóteles), filosofia da educação, neopragmatismo, estudos de gênero. Coordena o laboratório Antígona de Filosofia e Gênero. Coordena o projeto de pesquisa de extensão "temas filosóficos na literatura". Autora dos livros Filosofia e Gênero (2014), Ontologia ( 2008), As mulheres das tragédias gregas: poderosas? (2011), Aristóteles, uma introdução entre outros livros e capítulos de livros.