banner - SBPC 2022
Voltar

ENVENENAMENTOS POR INGESTÃO DE TOXINAS DE ORGANISMOS AQUÁTICOS: DOS DINOFLAGELADOS AOS TUBARÕES. (SBTx)

Tipo:

Conferência

Categoria:

Sênior

Local:

Remoto

Data e hora:

12:00 até 13:30 em 26/07/2022

Muitos organismos aquáticos produzem ou acumulam toxinas, causando envenenamentos graves quando ingeridos. Serão comentados envenenamentos por baiacus (Tetrodontidae), a ciguatera, a maré vermelha, a paralisia, a diarreia e a amnésia por frutos do mar e intoxicações por Scombridae (atuns), por tubarões, tartarugas e a síndrome de Haff.

Conferencista


Vidal Haddad Junior

Universidade Estadual Paulista

Vidal Haddad Junior possui graduação em Medicina Humana pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983), curso incompleto de Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista, residência médica em Dermatologia pela Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista, mestrado em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal de São Paulo (1991) e doutorado em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal de São Paulo (1999). É professor adjunto (livre-docente) da Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e chefe do Departamento de Dermatologia e Radioterapia. Atuou anteriormente como docente na Pós-graduação em Zoologia do Instituto de Biociências da UNESP - Botucatu, foi médico colaborador do Hospital Vital Brazil, Instituto Butantan, SP e professor na Pós-Graduação em Saúde Coletiva do Departamento de Saúde Pública da Faculdade de Medicina de Botucatu (UNESP). Atualmente, é professor na Pós-Graduação em Animais Selvagens da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Botucatu (UNESP) . Pertence ao Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira de Toxinologia, ao Conselho Deliberativo e Editorial Nacional e à Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Dermatologia, fazendo parte da Comissão até 2021. É ex-presidente e atual secretário do Fundo de Apoio Científico da Sociedade Brasileira de Dermatologia (FUNADERM). Atua como consultor do Ministério da Saúde - Fundação Nacional da Saúde (acidentes por animais peçonhentos aquáticos). É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 - CA MD - Medicina. Publicou 11 livros e 152 trabalhos científicos baseados na sua experiência em Medicina Humana e Ciências Biológicas, com ênfase em Dermatologia e Zoologia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: animais marinhos e fluviais peçonhentos, venenosos e traumatizantes, composição e fracionamento de venenos, aspectos clínicos e terapêuticos de acidentes por animais peçonhentos, Leishmaniose cutânea, Acne grave, Genodermatoses e Saúde Coletiva de comunidades de pescadores.