banner - SBPC 2022
Voltar

60 ANOS DA UNB: PELO OLHAR DOS SEUS PRIMEIROS ALUNOS

Tipo:

Mesa-redonda

Categoria:

Sênior

Local:

ICC - Anfiteatro 09

Data e hora:

19:00 até 21:30 em 27/07/2022

Debater os objetivos e a missão original do Plano Orientador da UnB de 1962 à luz das experiências vivenciadas pelos seus primeiros alunos e funcionários, enfatizando o ineditismo do desenho acadêmico da época; a estreita colaboração com os órgãos de governo da Nova Capital e as suas vivências institucionais e culturais da época.

Pessoas


Fernanda Antônia da Fonseca Sobral

SBPC/UnB

rnanda A. da F. Sobral é Professora/Pesquisadora Colaboradora Sênior do Programa de Pós- graduação em Sociologia (UnB). Tem Doutorado em Sociologia na UnB e realizou pós-doutoramento em Paris na École des Hautes Études em Sciences Sociales, entre 1989 e 1990. Foi professora convidada na Universidade de Québec, em Montreal, na sessão de outono de 2000 e na sessão de verão de 2003. Foi pesquisadora visitante do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) no período de 2009 a 2011, quando coordenou e/ou participou de várias avaliações de programas de CT&I como INCTs, OBMEP, Ciência sem Fronteiras, etc. Foi Membro do Comitê Assessor de Ciências Sociais no CNPQ no período de 1998-2000, do Conselho Superior da FAP-DF de 2007 a 2010 e Conselheira da SBPC entre 2005 e 2007. Foi Diretora de Pesquisa na UnB no ano de 2016 .Coordena em parceria o GT sobre ?Ciência, Tecnologia e Inovação Social? na Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS). Tem pesquisas e publicações nos seguintes temas: educação, tecnologia, ciência, universidade e pesquisa, tendo já orientado cerca de 40 dissertações de mestrado e teses de doutorado. As suas publicações mais recentes são "A Dimensão Econômica e Social da Política Científica e Tecnológica" no livro "Sociedade, Conhecimentos e Colonialidade" e o artigo intitulado "Entre a Educação e a Ciência: Um Percurso Acadêmico-Institucional" na revista Sociedade e Estado, ambas em 2016 . Em 2018 publicou livro com Gilberto Lacerda Santos sobre " Avaliação De Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação". Fez parte do GT criado pelo CNPq para elaborar diretrizes de uma política científica e tecnológica para as áreas de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas . Foi membro do Conselho Consultivo da FINEP de 2016 a 2018 e do Conselho Superior da FAP-DF de 2014 a 2016. Atualmente é Vice Presidente da SBPC, além de ser membro do Conselho Superior da da Capes e do Conselho da ESOCITE.

Nadya Araújo Guimarães

Nadya Araújo Guimarães

Universidade de São Paulo

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (1971), mestrado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1974), doutorado em Sociologia pela Universidad Nacional Autónoma de México (1983), pós-doutorado pelo SPURS-Special Program on Urban and Regional Studies (SPURS) no Massachusetts Institute of Technology (1993-1994) e livre-docência em Sociologia do Trabalho pela Universidade de São Paulo (2002). É membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Docente do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (desde 1999), é Professora Titular em Sociologia do Trabalho (desde 2008) e Professora Senior desde 2017. Foi também professora nos departamentos de sociologia das universidades de Brasília (1971-1973) e Federal da Bahia (1974-1995). Foi Professora Visitante do Program in Latin American Studies da Princeton University (2007), Distinguished Visiting Professor do Lemann Institute for Brazilian Studies, na University of Illinois, Urbana-Champaign (2018), Professora Convidada da Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris (2019). É Pesquisadora I-A do CNPq, associada ao Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), desde 1995, tendo participado, entre 2002 e 2017 da equipe do Centro de Estudos da Metrópole (CEM), onde foi responsável, entre 2009 e 2012, pela Direção do Instituto Nacional para Estudos da Metrópole (Programa CNPq/MCT). É membro do Comitê Diretor da Rede Internacional e Interdisciplinar "Marché du Travail et Genre", MAGE (Paris, França). Foi pesquisadora associada ao Institut de Recherche pour le Développement (ORSTOM), na França (1989-1991), ao Institute for Employment Research da University of Warwick (UK) e Pesquisadora Visitante do Princeton Institute on International and Regional Studies - PIIRS (2008), nos Estados Unidos, e do Centre of Latin American Studies da Universidade de Cambridge, Inglaterra (2016-2017). Compôs comitês de avaliação científica no Brasil (como o Comitê Assessor do CNPq/Sociologia, em 1989-91 e 2003-05) e no exterior (como o Regional Advisory Panel for Latin America and the Caribbean do Social Sciences Research Council/SSRC,EUA, em 2000-2001). Foi Editora responsável de: Cadernos CRH (1989-2001) e Revista Latinoamericana de Estudios del Trabajo (1996-1998), assim como membro da Comissão Editorial da Tempo Social (2003-2009) e da Revista Latinoamericana de Estudios del Trabajo (2010- 2014). Por sua experiência de pesquisa em Sociologia Econômica e do Trabalho, tem publicado e orientado em temas como: mudança econômica, reestruturação das firmas e trajetórias dos trabalhadores; desigualdades de gênero e raça no mercado e locais de trabalho; desemprego, procura de trabalho e mecanismos de intermediação de empregos; as novas relações de emprego e os desafios de sua teorização; o cuidado e as trabalhadoras do cuidado..