banner - SBPC 2022
Voltar

REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS DE BITUCA DE CIGARRO

Tipo:

Painel

Categoria:

SBPC Inovação

Local:

Remoto

Data e hora:

19:00 até 21:00 em 26/07/2022

video-thumbnail
A UnB desenvolveu e detém a patente de tecnologia inédita na reciclagem de acetato de celulose. Essa matéria prima encontrada nos filtros de cigarro (bitucas), e também em outros produtos comuns no mercado nacional e mundial, é muitas vezes descartada sem o devido conhecimento sobre a sua decomposição e os prejuízos que causam ao meio ambiente. Nesta mesa redonda estaremos debatendo com empresários e pesquisadores sobre os desdobramentos da patente da UnB na solução de problemas de descarte e reaproveitamento do acetato de celulose com ênfase nas bitucas de cigarro.

Pessoas


Marcos Poiato

Marcos Poiato

Poiato recicla Ltda

Graduado em Marketing com amplo conhecimento e práticas em marketing socioambiental. Atuou no setor bancário por 12 anos, após direcionou sua carreira para a indústria farmacêutica, onde desenvolveu expertise inicialmente em treinamentos para força de vendas e depois no desenvolvimento e elaboração de campanhas sócio educativas nas áreas de saúde, principalmente as de interação do cigarro com remédios (15 anos). Em 2010, abandonou sua carreira de alto executivo de marketing e vendas para investir em sua empresa (Poiato recicla), que hoje é referência para processamento de resíduos de cigarros no país utilizando tecnologia 100% nacional e patenteada. Diretor de Sustentabilidade da APRH – Associação dos Profissionais de Recursos Humanos de Sorocaba e Região, Membro do CONDEMA – Conselho de Defesa do Meio Ambiente do Município de Votorantim SP, Sócio Proprietário da Poiato recicla Ltda – ME – Primeira Usina de Reciclagem de Cigarros do Mundo.

Maria Luiza Otero D'Almeida Lamardo

Maria Luiza Otero D'Almeida Lamardo

Instituto de Pesquisas Tecnológicas-SP

Graduada em Quimica pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo, Mestre em Química Analítica pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo, Doutora em Ciências (Área Tecnologia Nuclear – Aplicações) pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares. Pesquisadora do IPT- Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, onde atua desde 1976, coordenando vários projetos e passando por várias funções tais como Chefe do Laboratório de Celulose, Papel e Embalagem e Diretora do Centro de Tecnologia de Recursos Florestais. Desde 2021 atua na Unidade de Tecnologias Regulatórias e Metrológicas do IPT. Tem forte interação com o setor de celulose e papel, por meio de Associações Setoriais. Coordena na revista O Papel, da Associção Brasileira Técnica em Celulose e Papel, uma coluna de perguntas e respostas técnicas, desde 2014, e, na mesma associação, coordena as Comissões Técnicas de Normalização de Papéis e Cartões Dielétricos e de Papéis e de Cartões de Segurança. Coordenou na Associação Brasileria de Tecnologia Gráfica a Comissão de normalização de Materiais de Ensino – Livros didáticos e ataumente participa da Comissão de Estudo de Impressos de Segurança. Foi Superintendente do Comite Brasileiro em Celulose e Papel da ABNT (2014 a 2019).