banner - CBEI 2021
Voltar

Mesa Redonda Ii: Inclusão E Ensino Colaborativo

Tipo:

Mesa Redonda

Categoria:

Inclusão Escolar

Local:

18/10 - Sala Virtual Tarde

Data e hora:

21:00 até 23:00 em 18/10/2021

video-thumbnail

Você não está logado Você precisa se logar ou criar uma conta para assistir esse vídeo.

Acessibilidade em LIBRAS

Palestrante


Enicéia Gonçalves Mendes

Enicéia Gonçalves Mendes

Doutorado em Psicologia pelo IP-USP (1995), Mestrado em Educação Especial na UFSCar, Graduação em Psicologia na FCLRP-USP. Professora Titular da Universidade Federal de São Carlos, docente do Departamento de Psicologia, do Programa de Pós-Graduaçao em Educação Especial, coordenadora da rede de pesquisadores do Observatório Nacional de Educação Especial (ONEESP), líder do Grupo de Pesquisa sobre Formação de Recursos Humanos em Educação Especial (GP-FOREESP). Coordenadora do Programa de Extensão sobre Formação Continuada em Educação Especial PROEX/UFSCAR). Estágios no exterior (Estados Unidos, França, México e Peru), e pós-doutorado na Université Paris V- Sorbonne na França (2007-2008) e na Universidade de Salamanca na Espanha (2017-2018). Atua na área de Educação com ênfase em Educação Especial. Desenvolve e orienta pesquisas sobre inclusão escolar, formação e política educacional.

Descrição da foto: 

Mulher de pele clara, olhos pretos, cabelos curtos, grisalhos e brincos pequenos. Sorridente, usa óculos de armação escura e uma blusa de gola alta preta. Ao fundo, uma parede de cor clara, um quadro à esquerda e uma estante com livros à direita.

 

Vera Lúcia Messias Fialho Capellini

Prof. Dr. Vera Lúcia Messias Fialho Capellini

UNESP

Professora Pesquisadora Produtividade (CNPQ). Graduada em Pedagogia pela Universidade Metodista de Piracicaba, Mestrado e Doutorado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos. Pós-Doutorado na Universidade de Alcalá- Espanha, Livre docência em Educação Inclusiva. Profa. Adjunto do Depto de Educação, do Programa de Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem e do Programa de Mestrado Profissional em Docência para a Educação Básica, da FC/UNESP-Bauru. Vice-Diretora da Faculdade de Ciências - FC/UNESP-Bauru (2017-2021). Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial-ABPEE (2017-2020). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em formação inicial e continuada de professores, prática de ensino, inclusão escolar e avaliação educacional. Líder do Grupo de Pesquisa: A inclusão da pessoa com deficiência, TGD, superdotação, contextos de aprendizagem e desenvolvimento. Membro do Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação pedagógica (OIIIIPe); ambos cadastrados no CNPQ.

Descrição da foto: 

Mulher de cabelos pretos cacheados, na altura dos ombros, olhos castanhos, está sorrindo e usa uma blusa estampada. Ao fundo há uma cortina branca.

 

Intérprete LIBRAS


Cíntia Santos

Cíntia Santos

Descrição da foto: Mulher negra, de cabelo black, solto. Está olhando para a câmera sorrindo, usa uma camisa branca. Está de batom vinho e brinco dourados. Fundo, uma parede branca.

Formada em Pedagogia e Letras/Espanhol- 2012 e 2017,  especialista em Libras- 2016, mestranda em Educação- 2020. Professora e tradutora/intérprete de Libras- 2004 à 2020. Professora e interprete de Libras no projeto teatro escola- 2018 à 2020. Idealizadora e organizadora da Semana Cultura Surda e Acessibilidade no projeto Teatro Escola- 2019. Interprete tradutora de Libras no projeto "A gente se encontra no Teatro!"- 2015. Interprete tradutora de Libras no projeto "Encontros de domingo"-2014. Mediadora nas oficinas de Sensibilização do projeto A Reinvenção da Diferença- 2014. Mediadora da oficina de Sensibilização Casulo de Artes Inclusivas - Ano 10- 2018. Oficina de Libras para gestores culturais  na Semana Cultural Acessível 2015 e 2016. Interprete de Libras no Projeto  ACESSIBILITAP (2016) Tradutora e Intérprete de Libras- 2004 à 2020. Experiência como intérprete de Libras performer em contexto de dança, atuação efetiva em espetáculos como Judite quer chorar, mas não consegue.